• Mariana Cartibani

Como abrir uma clínica


Parte I

Abrir a própria clínica, praticar a profissão que a gente ama, ter clientes que reconhecem a nossa dedicação é o desejo da maioria dos profissionais de saúde, mas você sabe por onde começar?

Cada profissão abrange uma quantidade muito grande de especialidades, comece pensando no que você, e sua equipe, estão aptos e na linha que gostariam de trabalhar. Ex.: Um cirurgião dentista que deseja trabalhar com pediatria, ou um psicólogo com foco no método da constelação familiar. Saiba o nicho de trabalho que você deseja.

Você já sabe o que deseja, agora vamos ao local: o ideal é buscar o profissional antes de alugar/comprar, ele fará uma análise e assim você estará seguro. O seu nicho de trabalho é responsável por definir as atividades/equipamentos/requisitos técnicos do lugar, e nem sempre a sala que você sonhou em comprar pode se transformar na clínica dos sonhos, o que vai lhe trazer um verdadeiro pesadelo se você descobrir depois de já ter feito o negócio.

Descobriu o lugar? Agora vem o projeto de arquitetura. Todo estabelecimento de saúde precisa de um projeto, e esse deve ser aprovado na Vigilância Sanitária. Sempre busque profissionais que conheçam sobre arquitetura de saúde, eles estão acostumados a lidar com as normas que regem esses espaços e em buscar conhecimento e atualização constante.

Espero que eu tenha ajudado a esclarecer um pouco mais sobre por onde começar a implantar seu sonho. A parte II será publicada no dia 28.02.

#clinica #arquiteturadesaúde #healthcaredesign #consultório #arquiteturahospitalar #projetohospitalar

Todos os projetos são de autoria e propriedade intelectual de Mariana Cartibani, sua reprodução é proibida.